sexta-feira, 2 de maio de 2008

Qual o nível do futebol alemão?

A derrota do Bayern de Munique frente ao Zenit da Rússia coloca em cheque a atual situação do futebol alemão.

Já é sabido que há anos o Bayern de Munique é a equipe mais forte da Alemanha. Os bávaros durante anos mascararam a atual situação do futebol alemão perante aos outros grandes centros do futebol europeu.

Era comum ver o Bayern entre os melhores da Europa, isso acabava por sugerir que o campeonato alemão era um dos melhores e mais fortes da Europa.

Mas as últimas temporadas do Bayern e das outras equipes alemãs começam a desmentir essa teoria.

É fácil perceber isso quando olhamos as últimas participações alemãs na Liga dos Campeões da Europa. Nenhuma equipe alemã consegue representar dignamente a história do futebol alemão. Não raro, acabam por ser o saco de pancadas de seus grupos e caem logo na primeira fase.

O Bayern de Munique, que normalmente fugia a essa regra, parece ter se apequenado. Em vez de puxar as outras equipes alemãs para um nível mais alto, preferiu ele se rebaixar e se tornar uma equipe mediana no cenário europeu.

Jogando a Copa da Uefa, um torneio de qualidade duvidosa, a campanha do Bayern de Munique foi desastrosa. Em doze partidas o Bayern venceu apenas quatro, empatou seis e perdeu duas. Muito pouco para equipe que sonha voltar a vencer a Liga dos Campeões da Europa.

Ninguém tem dúvidas da beleza dos estádios alemães, da organização da Bundesliga e principalmente da força da apaixonada torcida alemã, que faz com que o campeonato alemão tenha a melhor média de público de todo o mundo.

Mas o futebol alemão precisa mais do que isso. Precisa representar o futebol alemão da mesma maneira que a seleção o faz. Ao contrário dos clubes, a seleção alemã é respeitada em todo o mundo. Sempre que entra em uma competição, todos sabem que os alemães devem chegar as finais.

É isso que queremos dos clubes alemães. Os dirigentes das equipes na Alemanha precisam repensar sua política de contratações e suas metas para a temporada.

Não se pode fazer como o Stuttgart, que ao ganhar um título da Bundesliga, achou que não precisava de mais nada, que tinha uma equipe com um bom nível e estava preparado para fazer um bom papel na LC.

O resultado desse pensamento foi a humilhante campanha na competição européia. Se não fosse uma vitória contra o Glasgow Rangers na penúltima rodada, o schwabens teriam sido eliminados da competição sem marcar um único ponto.

A frase esta semana do lateral Philipp Lahm ilustra bem a atual situação do futebol alemão. “Decidi sair do Bayern de Munique porque meu objetivo é jogar por um grande clube e vencer a Liga dos Campeões”.

Continuarei assistindo o futebol alemão porque é uma grande paixão para mim e não serão essas más campanhas no cenário europeu que mudarão isso, mas espero por tempos melhores para as equipes alemãs frente as outras grandes equipes da Europa.

5 comentários:

Ubiratan Leal disse...

Bem que eu sempre disse: o futebol italiano é muito melhor.

Juliano Beuther disse...

Como descendente de alemães amo a Alemanha e o futebol jogado, e fico muito triste quando um clube alemão fica de fora de uma disputa de título como este ano...
Mas ainda tenho esperança de um futuro melhor, com jovens pormessas com Kroos e o ótimo time do Leverdkussen...

Maristela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

eu gosto do futebol alemao agora to gostando mais ainda porq o crack renato augusto vai para o bayer leverkusen!!!!!!!!!.

CE3AP disse...
Este comentário foi removido pelo autor.